Conhecermo-nos e conhecer algo sobre si


É possível que não nos queiramos conhecer por termos medo daquilo que podemos encontrar. Há muitas pessoas que têm um medo secreto de ser más. Mas nada do que possa descobrir sobre si próprio é realmente você. Nada do que possa conhecer sobre si é verdadeiramente você.

Enquanto algumas pessoas não querem saber quem são devido ao medo que sentem, outras têm uma curiosidade insaciável sobre si próprias e desejam descobrir sempre mais. Podemos estar tão fascinados connosco que passamos anos a fazer psicanálise, esmiuçando todos os aspetos da nossa infância, desvendando medos e desejos secretos e descobrindo camadas e camadas de complexidade na composição da nossa personalidade e do nosso caráter.

Volvidos dez anos, o terapeuta pode ficar farto de nós e da nossa história e dizer-nos que a nossa análise está finalmente completa. Talvez nos mande embora com um dossier de cinco mil páginas. «Isto é tudo sobre si. Isto é quem você é.» À medida que carregamos o pesado dossier para casa, a satisfação inicial de pelo menos sabermos quem somos depressa se transforma numa sensação de incompletude e numa vaga suspeita de que deve haver mais qualquer coisa sobre nós próprios do que isso. E, de facto, há mais – talvez não em termos quantitativos de haver um maior número de factos, mas na dimensão da profundidade.

Eckhart Tolle – Um Novo Mundo


Tudo que vemos fora, é apenas um reflexo do nosso interior


✨ ✨Tudo que vemos fora, é apenas um reflexo do nosso interior, do que pensamos e sentimos. Por mais dúvidas e perguntas que tivermos, as respostas já estão no nosso interior, porque o universo que habita dentro de nós já é verdadeiramente interessante. Nós somos os causadores do nosso próprio dano. Por isso, focar em nós mesmos e responsabilizar-nos por nossas próprias emoções nos aproxima de um conhecimento mais profundo do universo interior. No fim das contas, a única coisa que podemos mudar em nossas vidas somos nós. ✨ ✨

 

“Você não está no universo, você é o universo, uma parte intrínseca do mesmo. Em última análise, você não é uma pessoa, mas um ponto focal onde o universo está se tornando consciente de si mesmo. Que incrível milagre.”

― Eckhart Tolle

 


 

TORNE-SE UM – POR OSHO


Primeiro fique sozinho.
Primeiro comece a se divertir sozinho.
Primeiro amar a si mesmo. Primeiro ser tão autenticamente feliz, que se ninguém vem, não importa; você está cheio, transbordando.Se ninguém bate à sua porta, está tudo bem – Você não está em falta.
Você não está esperando por alguém para vir e bater à porta.
Você está em casa.Se alguém vier, bom, belo.
Se ninguém vier, também é bom e beloEm seguida, você pode passar para um relacionamento.Agora você se move como um mestre, não como um mendigo.
Agora você se move como um imperador, não como um mendigo.E a pessoa que viveu em sua solidão será sempre atraído para outra pessoa que também está vivendo sua solidão lindamente, porque o mesmo atrai o mesmo.

E eles não exploram um ao outro, eles compartilham.Eles não utilizam o outro.Em vez disso, pelo contrário, ambos tornam-se UM e desfrutam da existência que os rodeia.

Osho

 

 

* imagem carta do tarô de Osho

O Amor Basicamente É Um Estado De Ser


A coisa real não é um relacionamento mas um estado; a pessoa não ama, mas é amor. Toda vez que eu falar sobre amor relembre disso: estou falando sobre o estado de amor. Sim, relacionamento é perfeitamente bom, mas ele vai ser falso se você não tiver atingido o estado de amor. Assim o relacionamento não é só uma pretensão, mas uma perigosa pretensão, porque ele pode ir enganando você: pode continuar lhe dando a noção de que sabe o que é amor, e você não sabe. O amor basicamente é um estado de ser: a pessoa não está amando, a pessoa é amor.
E esse amor surge não ao apaixonar-se por alguém. Esse amor surge indo para dentro – não caindo mas elevando-se, voando muito alto, mais alto do que você. É um tipo de ultrapassagem. Um homem é amor quando seu ser é silencioso: é a canção do silêncio. Um Buda é amor, um Jesus é amor – não em amor com uma pessoa em particular, mas simplesmente amor. Seu próprio clima é amor. E não é endereçado a alguém em particular, é espalhado em todas as direções. Qualquer um que chegue perto de um Buda o sentirá, será inundado por ele, será banhado nele. E ele é incondicionalmente assim.
O amor não dá nenhuma condição, nenhum ‘se’, nenhum ‘mas’. O amor nunca diz ”Preencha esses requisitos, então eu te amarei.” O amor é como respirar: quando acontece você é simplesmente amor. Não importa quem chegue perto de você, o pecador ou o santo. Quem quer que chegue perto de você começa a sentir a vibração do amor, é alegrado. O amor é doação incondicional – mas somente aqueles que têm são capazes de dar.”
Osho, The Guest

Que tal ser um colunista do Seja Esteja Sorria ????


Seja um(a) Colunista

A partir do momento que tem interesse em *divulgar matérias relevantes ao autoconhecimento e transformação nós estamos abertos para divulga-las.

Idealizando a formação de parcerias na união de conhecimentos e proporcionar oportunidade de divulgação e informações aos processos de autoconhecimento com o objetivo de alcançar um bem maior.

Qualquer um pode participar, todos que são apaixonados por escrever, blogueiros e escritores.

Cada publicação constará seu nome e seu perfil, direcionados a um público que procura muito mais que conhecimento. Contamos com mais de 20.000 acesso e você terá a oportunidade de mostrar o que gosta de fazer.

Além de aparecer em nosso site, serão encaminhados para todos os inscritos de nosso blog, aumentando a divulgação de seus conteúdos.

A partir da aprovação do editor responsável, o seu artigo ficará disponível em nossa fan page, bem como, Facebook, Linkeding, Google e diversos outros meios de comunicação.

Em breve estaremos com uma nova cara, um novo visual, espero que estejam com a gente.

 

PUBLIQUE SUA MATÉRIA:

 Envie um e-mail para: blog@selmaflavio.com.br  com as seguintes informações:

Seu nome:
Sobre você ( resumo sobre suas atividades ):
Uma foto atual para o seu perfil:
Título e texto do artigo com o link da fonte:
Categoria. Ex: relacionamentos, desenvolvimento pessoal, prosperidade, etc.

 

*Enviando sua matéria você concorda automaticamente com a publicação em nosso site, livre de remuneração e sob sua responsabilidade qualquer informação.

Forte Abraço,

Esquipe
Aura Quartz – Seja Esteja Sorria


 

NÃO QUERO ALGUÉM QUE MORRA DE AMORES POR MIM


Não quero alguém que morra de amor por mim…
Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando.

Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo, quero apenas que me ame, não me importando com que intensidade.
Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim…

Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível…

E que esse momento será inesquecível…

Só quero que meu sentimento seja valorizado.

Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre…
E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor.

Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém… e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos, que faço falta quando não estou por perto.

Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho…

Que a esperança nunca me pareça um “não” que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como “sim”.

Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim, sem ter de me preocupar com terceiros…

Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento.

Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão… que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades e às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim… e que valeu a pena!!”

Mário Quintana


 

O que é maturidade espiritual?


Perguntaram a Jalal ad-Din Muhammad RUMI, mestre espiritual persa do séc. XIII:

O que é veneno?
– Qualquer coisa além do que precisamos é veneno.
Pode ser poder, preguiça, comida, ego, ambição, medo, raiva, ou o que for.

O que é o medo?
– Não aceitação da incerteza.
Se aceitamos a incerteza, ela se torna aventura.

O que é a inveja?
– Não aceitação do bem no outro.
Se aceitamos o bem, se torna inspiração.

O que é raiva?
– Não aceitação do que está além do nosso controle.
Se aceitamos, se torna tolerância.

O que é ódio?
– Não aceitação das pessoas como elas são.
Se aceitamos incondicionalmente, então se torna amor.

????????☀
O que é maturidade espiritual?

1. É quando você para de tentar mudar os outros e se concentra em mudar a si mesmo.
2. É quando você aceita as pessoas como elas são.
3. É quando você entende que todos estão certos em sua própria perspectiva.
4. É quando você aprende a “deixar ir”.
5. É quando você é capaz de não ter “expectativas” em um relacionamento, e se doa pelo bem de se doar.
6. É quando você entende que o que você faz, você faz para a sua própria paz.
7. É quando você para de provar para o mundo, o quão inteligente você é.
8. É quando você não busca aprovação dos outros.
9. É quando você para de se comparar com os outros.
10. É quando você está em paz consigo mesmo.
11. Maturidade espiritual é quando você é capaz de distinguir entre ” precisar ” e “querer” e é capaz de deixar ir o seu querer.
E por último, mas mais significativo!
12. Você ganha maturidade espiritual quando você para de anexar “felicidade” em coisas materiais!