Prática do Ho´oponopono

Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.
Meditação Ho’oponopono
Para limpar meu subconsciente de toda a carga emocional armazenado nele,
 digo uma e outra vez durante meu dia
As palavras chaves do Ho’oponopono:
Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.
Me declaro em paz com todas as pessoas da Terra,
e com quem tenho dívidas pendentes.
Por esse instante em seu tempo
Por tudo o que não me agrada de minha presente vida
Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.
Eu libero todos aqueles de quem acredito estar recebendo danos e mal tratos,
 porque simplesmente me devolvem o que eu os fiz antes, em alguma vida passada.
Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.
Ainda que me seja difícil perdoar alguém
Eu sou quem pede perdão a esse alguém agora
Por esse instante em todo tempo
Por tudo o que não me agrada de minha vida presente
Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.
Por este espaço sagrado que habito dia a dia
E com o qual não me sinto confortável com isto
Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.
Pelas difíceis relações das quais guardo somente lembranças ruins
Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.
Por tudo o que não me agrada na minha vida presente
De minha vida passada, de meu trabalho
Ou o que está ao meu redor
Divindade, limpa em mim o que está contribuindo com minha escassez
Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.
Se meu corpo físico experimenta
Ansiedade, preocupação, culpa, medo, tristeza, dor…
Pronuncio e penso: minhas memórias, eu te amo
Estou agradecida pela oportunidade de libertá-los a vocês e a mim
Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.
Minha contribuição para a cura da Terra
Amada Mãe Terra, que és quem Eu sou
Se eu, minha família, meus parentes e antepassados
Te maltratamos com pensamentos, palavras, fatos e ações
Desde o inicio de nossa Criação até o presente
Eu peço teu perdão
Deixa que isto se limpe, purifique, libere e corte todas
as memórias, bloqueios, energias e vibrações negativas.
Transmuta estas energias indesejáveis em pura luz. E assim é.
Eu sinto muito pelas memórias de dor que comparto contigo
Te peço perdão por unir meu caminho a ti para curar
Te dou as graças porque estás aqui por mim
E eu te amo por ser quem és.
Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.

 

GRATIDÃO

Gratidão é algo dos simples ou algum que eu sinto que pode me levar onde ainda quero chegar: ao caminho da simplicidade.
Diariamente eu chego a simples conclusão de que a vida é tão maravilhosa porque também é feita de colos, de feridas que cicatrizam, de amigos que celebram ou choram junto, de café coado com coador de pano, de gente que pega metro ou faz caminhada pela manhã, de quem planta o que se pode comer, de vizinhos que alimentam seus gatos com comida de gente.

 

lei_da_gratid_o

Chego a simples conclusão que a vida é feita de algumas pessoas que direcionam todo o seu potencial criativo para melhorar a qualidade de vida de gente que eles nem conhecem. Chego a simples conclusão que é feita de e-mails que chegam recheados de saudade e de antigas cartas, do tempo que essas existiam, extraviadas solitárias numa gaveta de um correio qualquer. De muros e pontes e cais. De aviões que suprimem distâncias e de barcos que chegam. De bicicletas que atravessam cidades. De redes que balançam gente. De rostos que recebem beijos. De bocas que beijam. De mãos que se dão. Que existem pessoas altamente gostáveis, altamente rabugentas, altamente generosas, pessoas distraídas que perdem as coisas, mal-educadas que buzinam sem necessidade, pessoas conectadas que se preocupam com o lixo, pessoas sedutoras e seduzíveis, possíveis e impossíveis, pessoas que se entregam, pessoas que se privam, pessoas que machucam, pessoas que chegam pra curar desencadeadores de poemas, de sorrisos, de lições de vida que ficarão guardadas para sempre … A vida é tão maravilhosa porque ela nos compensa com ela mesma e um dia na simplicidade faz a gente descobrir que gratidão pode existir em tudo que vivem e por todos que convivemos.
A gratidão faz com que nossos relacionamento floresçam e quem agradece honra o que lhe foi dado e, simultaneamente, honra aqueles que lhe presentearam.
E por falar em relacionamento, como anda o seu relacionamento com Deus e a sua gratidão pela sua vida e capacidade de viver que Ele lhe deu? Como anda o seu relacionamento com as pessoas que você ama e sua capacidade de demonstrar sua gratidão pela vida delas na sua vida? Como anda o seu relacionamento com você mesmo e a sua autogratidão que é o combustível para a algo que poderíamos chamar de gratitude?
A correria do dia a dia nos afasta cada vez mais da simplicidade do ato de agradecer, de se sentir grato, de perceber o quanto o outro merece sabe a gratidão que existe dentro de você por ele.
Nosso ego nos afasta muito de nossas almas e da capacidade de sentir gratidão que é algo que apenas a nossa alma possui.
Há momentos que a solidão aparece para nos ensinar que a alma também sente fome de um sentimento chamado nos mesmo. E ao entramos num momento de solidão talvez matando a fome de si mesmo a gente consiga perceba por quantas coisas podemos nos sentir gratos.
Gratos a Deus pela nossas vidas, porque por mais que você já tenha querido morrer na hora da morte percebemos que queremos muito viver. Gratidão pelos momentos mágicos de sua vida Gratidão pelos seu pais, seus irmão, sua família pois a sua vida não seria a mesmo se não fosse eles. Gratidão pelas conquistas, vitórias, pelos amores e porque não gratidão também pelos desamores, escolhendo aprender com a vida.

Gratos à vida.
A gratidão desbloqueia a abundância da vida. Ela torna o que temos, suficiente e mais: ela torna negação em aceitação, caos em ordem, escuridão em celeridade. Ela pode transformar uma refeição em um banquete uma casa em um lar, um estranho em um amigo. A gratidão da sentindo ao nosso passado, traz paz para o hoje e cria uma visão para o amanhã.
Aristoteles já dizia: “a gratidão é a memória do coração”.
Já dizia também um grande mestre conhecido de todos nós, Napoleônico Hill: “Sou muito grato às adversidades que apareceram na minha vida, pois elas me ensinaram a tolerância, a simpatia, o auto-controle,a perseverança e outras qualidades que, sem essas adversidades eu jamais conheceria”.
Gratidão nos faz crescer.
Não precisamos de mais para ser gratos, precisamos apenas ser mais gratos.

Um dia talvez a gente descubra que somos muito abençoados para reclamar e nesse dia entenderemos que isso é o caminho para a verdadeira gratidão: reconhecer as simples e pequenas bênçãos em nossas vidas.
E desejo que essa descoberta me leve ao caminho da simplicidade e da plenitude da vida.
Minha gratidão eterna a cada um de vocês dessa nossa grande família que me faz enxergar sempre um pouco mais de mim mesmo em cada uma das histórias de cada treinamento e me faz a cada treinamento exercitar a minha gratidão à Deus pela minha missão e por todos, longe ou perto, que fazem parte de tudo isso chamado minha vida.

Emerson Feliciano

 

gratido

Perdão: a si mesmo e ao próximo

 

O perdão é um processo mental ou espiritual de cessar o sentimento de

ressentimento ou raiva contra outra pessoa ou contra si mesmo, decorrente de

uma ofensa percebida, diferenças, erros ou fracassos, ou cessar a exigência

de castigo ou restituição. O perdão pode ser considerado simplesmente em

termos dos sentimentos da pessoa que perdoa, ou em termos do

relacionamento entre o que perdoa e a pessoa perdoada. É o esquecimento

completo e absoluto das ofensas, vem do coração, é sincero, generoso e não

fere o amor próprio do ofensor. Não impõe condições humilhantes, tampouco é

motivado por orgulho ou ostentação. O verdadeiro perdão se reconhece pelos

atos e não pelas palavras. Existem religiões que incluem disciplinas sobre a

natureza do perdão, e muitas destas disciplinas fornecem uma base subjacente

para as várias teorias modernas e práticas de perdão. Exemplo de ensino do

perdão está na “parábola do Filho Pródigo” (Lucas 15:11–32).

Normalmente as doutrinas de cunho religioso trabalham o perdão sob duas

óticas diferentes, que são:

1) Uma ênfase maior na necessidade das faltas dos seres humanos serem

perdoadas por Deus;

2) Uma ênfase maior na necessidade dos seres humanos praticarem o perdão

entre si, como pré-requisito para o aprimoramento espiritual.

Mas o mais importante de tudo isso é quando você descobre que: Perdoar é

uma decisão.

Perdoar a si mesmo é um gesto de cuidado.

Perdoar o outro é um gesto nobre de compaixão.

O perdão nos coloca mais próximo da parte mais nobre do nosso ser, pois para

perdoar é necessário entrar em contato com nosso Eu Superior e permitir que

esse nossa essência enxergue o Eu Superior do outro por pior que ele tenha

feito com você.

Nada é por acaso. Fazemos parte de uma grande teia cheia de nós, de

caminhos, de encontros e de desencontros … um verdadeiro processo de

aprendizado e evolução onde o perdão fará parte em algum momento desse

Nos treinamentos percebemos que a nossa parte sábia sempre opta pelo perdão.

Ao olhar nos olhos no joken-pô já nos emocionamos porque muitas vezes ali já

percebemos que quem amamos muitas vezes são aqueles a quem precisamos

Na raiva, após a explosão da cartase, chamamos por alguém (pai, mãe, filho,

Deus, avô, avó, marido, esposa, enfim de alguém que sabemos que pode nos

ajudar) para nos ajudar a perdoar àquele a quem batemos.

No colchão ouvimos o pedido de perdoar da essência de nossos pais que

erraram conosco porque talvez erraram com eles.

Na terapia da morte às vezes pedimos perdão.

Mas é no jardim que muitas vezes decidimos perdoar, é a sensação que fica é

a de estarmos, com o perdão, mais próximos da verdade e mais próximos de

Se Deus perdoa a todo instante por todos os nossos erros, nossas falhas,

nossas vícios, quem somos nós para não nos perdoarmos e recomeçarmos

todos os dias um novo capítulo. Quem somos nós para não perdoarmos a

condição humana do outro e as suas falhas para conosco.

Dói… dói! Mas dor é condição humana, sofrimento é opção e perdão é decisão

e muitas vezes o único caminho para a cura.

Para perdoar é necessário aprender a olhar além do óbvio, a entender a

condição humana do outro, a aceitar que ele também está ou estava num

processo de evolução no mundo.

Mágoas são canceres emocionais. E perdoar, libertar-se dessas mágoas, é a

carta de alforria do passado. E carta de alforrias são as chaves para sua cura e

para a sua liberdade.

Podemos ser escravos do passado ou criadores do futuro: qual será a sua

opção a partir de agora.

Lembrem-se de que ainda da tempo de perdoar… ainda dá tempo de se

perdoar… e recomeçar.

 

Emerson Feliciano

 

quando-voce-nao-perdoa