CUIDE da SUA Energia Sexual


Como Cuidar da Energia Sexual

Diariamente  entramos em contato com as pessoas, mesmo sem o toque da pele estamos tão próximos que podemos trocar energias. Somos capazes de absorver energia uns dos outros automaticamente, mesmo sem intenção. Somos fontes continuas de energia e luz, ao mesmo tempo que podemos irradiar boas energias podemos também irradiar más energias.

 

Como isso é possível sexualmente?

Imaginem que só de estarmos próximos a alguém, mesmo virtualmente somos capazes de capitar suas energias, imaginem que sexualmente é muito  mais profunda essa troca.

Levamos a outras pessoas nossas informações energéticas, emocionais e espirituais, no ato sexual não trocamos apenas fluidos físicos, trocasse os fluidos energéticos. Quando os chakra básico são unidos, o corpo entende que é o momento de completitude, numa extensão além do prazer, é o momento que o homem se torna um só, inteiro.
Dessa forma o corpo se prepara para um momento de êxtase, abrindo os chakras para a sublimação, favorecendo a doação energética intensa como também o recebimento.

Como a energia sexual interfere na vida

A sexualidade afeta diretamente. Quantas vezes você terminou um ato sexual e se sentiu vazio, ou simplesmente nem se importou com quem ou o que estava acontecendo.

Quem sentiu o vazio, decorrente de um mal estar, absorveu do outro energias negativas ou foi “vampirizada” –  num vácuo continuo de necessidade física, pois não conseguirá se sentir pleno dessa relação vazia.

Pessoas que não se importam, provavelmente ela é o “vampirizador”, absorvendo as energias boas para o preencher o seu vazio interior.

A Questão Vai Além de Energias

Quem muito seduz, muito precisa de ajuda terapêutica. O seu cerne está pedindo ajuda, cultuar admiradores poderá estar representando a carência afetiva gerada na infância, em contra partida, a repetição de relacionamento vazio representa um desgaste emocional, uma busca continua de algo que não conhece e precisa ser visto. Curando essa dor interna, poderá vivenciar  um relacionamento amoroso com  prazer e respeito.

 

Selma Flávio – Constelação Familiar e Terapias Energéticas
selma@selmaflavio.com.br

 

 

 


 

O que aparece em uma Constelação Familiar?


“O que aparece em uma Constelação Familiar? O que é aquilo que se monstra em uma constelação? E como pode ser que algo completamente desconhecido pode aparecer e se revelar? Estas perguntas devem ser repetidas cada vez novamente.

É evidente que um campo sábio entra em ação em uma constelação. De acordo com as compreensões e o conhecimento de hoje, a Constelação Familiar, como se revela agora, está muitos anos a frente do tempo. A Constelação Familiar é um movimento externo de um acontecimento cósmico.

A pergunta: “Pode-se aprender a Constelação Familiar?” é respondida claramente por Bert Hellinger: Não. Porém o que podemos aprender é desaprender a nossa imagem de “certo” e “errado”; a imagem de um processo determinado para se livrar de um problema, e abdicar de uma interpretação. Isso significa que há uma única intenção: queremos constelar uma família. Isto acontece em sintonia com o cliente. 

A constelação pode ser relacionada da mesma forma a um meio profissional. Também um produto ou uma questão de decisão podem ser constelados.

O procedimento numa constelação continua livre de qualquer intenção, de qualquer desejo e do medo. Da mesma forma livre do desejo de poder entregar um resultado. Respostas racionais são sempre suposições. Se estas condições são garantidas pelo constelador, então um outro campo, que torna qualquer intervenção desnecessária, se abre.

A pergunta é: Como podem o constelador e o cliente entrar em sintonia com o campo sábio? Como podem se deixar guiar para dentro dele, reconhecendo a boa solução para então aplicá-la como insight na vida? Bert Hellinger diz: Podemos aprender a transformar o nosso ser, o nosso caráter, para resistir à tentação do “fazer”. Olhamos de forma centrada para o fenômeno. Assim nos tornamos o observador. E ao observar, o movimento cósmico se revela, que pode ser visto, vivido e compreendido por cada um. De qualquer forma ele precisa permanecer no espaço sem interpretação.

Aprender a Constelação Familiar segundo Hellinger® significa aprender uma abordagem completamente nova em relação ao desconhecido. A Constelação Familiar segundo Hellinger® não é nem um ofício nem um método. Ela é uma caminho, uma passagem para um outro plano, um outro nível de consciência. Ali todas as perguntas encontram o seu caminho e sua resposta.

Podemos partir do princípio que tudo que acontece numa constelação, que revelou aquilo que foi e que será, sempre serve ao bem do cliente. Também se o cliente teve outra expectativa em relação à sua ideia da constelação. 

Se o cliente confiar no constelador, aquele resultado exato o indicará para um novo plano.

O resultado de uma constelação indica um novo caminho e leva adiante, para muito além do pensamento e dos desejos. No entanto o constelador preciso ser capaz de suportar, e deixar o cliente suportar, o resultado de uma constelação.

Aqui estamos falando sempre de uma Constelação Familiar segundo Hellinger®. 
No início das constelações, Bert Hellinger pensava que a Constelação Familiar pertencia somente aos médicos e terapeutas. Entretanto ele revogou tal ideia. Ele reconheceu que os procedimentos e a abordagem necessários devem ser a partir de uma postura profundamente humilde, que esteja aberta e pronta para tudo que se observa.

Um postura que não é orientada por um objetivo de forma curiosa ou “fazedora”. É uma absoluta confiança e entrega, sem saber por si mesmo aonde ou como o próximo passo leva adiante. Assim o constelador e o cliente podem estar presentes com absoluta atenção diante de um movimento de forma maravilhada.

A Constelação Familiar pertence às mãos responsáveis. O constelador deve estar diante das pessoas e da vida de forma consciente, atenciosa, cuidadosa, respeitosa e aberta. Esta é a tarefa de aprendizagem. A teoria pode ser encontrada em mais de 100 livros de Bert Hellinger.

A prática é descoberta de caso em caso de forma nova. Da mesma forma como não há duas pessoas iguais, não há duas constelações iguais. Seja relacionada a uma empresa ou a um relacionamento, à vida profissional ou privada, a doenças, à escolha vocacional ou a qualquer outra questão. Aqui estamos diante de uma transição para um ou mais campos sábios, movedores e poderosos. Eles podem ser descritos também como vários planos entrelaçados do “SER” todo-abrangente.”

Fonte: Bert Hellinger no Brasil 


Saiba mais Constelação Familiar


Através do campo morfológico, acessamos as informações necessárias para o desvendamento
do emaranhado familiar, levando luz e trazendo novas soluções para a problemática pessoal
e familiar, libertando-o para um olhar para uma nova história. 

Para Constelar entre em contato 
Selma D. Flávio - facilitadora em Constelação familiar
www.selmaflavio.com.br

Para assistir é gratuito, necessita de inscrição.
Inscrições e informações 11 973873144 - whatsapp

SAGRADO FEMININO TAMBÉM BENEFICIA SEXUALIDADE

 


 

Mesmo que não se dê conta, toda sua experiência sexual e descoberta como mulher ficam registradas em sua mente. Suas crenças serão então reproduzidas na sua vida sexual, mesmo que você não perceba.

Problemas como falta de amor próprio ou de expressão criativa e dores e frustrações nos relacionamentos que foram reprimidos serão manifestados nos órgãos sexuais e também no comportamento na cama – o que explica, por exemplo, porque algumas mulheres sentem dificuldades durante o ato sexual.

A cura e a integração da mulher à energia da sua sexualidade dependerão especialmente do entendimento que ela possui sobre suas simbologias físicas, emocionais, mentais e espirituais. Mesmo que não se dê conta, toda sua experiência sexual e descoberta como mulher ficam registradas em sua mente. Suas crenças serão então reproduzidas na sua vida sexual, mesmo que você não perceba.

Por exemplo: uma mulher de origem familiar tradicional, com pais repressores, que puniam ou não incentivavam sua expressão sexual, geralmente irá reproduzir comportamentos de autopunição com o sexo, o que pode gerar dificuldade de chegar ao orgasmo, dores na relação, diminuição da libido e fuga do sexo.

Na filosofia do Sagrado Feminino, uma forma de autorretratamento para dificuldades sexuais é feita por meio da expressão da criatividade. Ou seja, é através da dança, artesanato, desenho, escrita, maquiagem ou toda forma de autocuidado, que a mulher aprende a manifestar seu lado criativo. O ventre – que está intimamente ligado ao órgão sexual e ao sexo – é uma região que simboliza a criação. Portanto, ele recebe as energias curativas para essas dificuldades por meio da criatividade.

 

Venham fazer parte do grupo - Ser, Ter e Poder de Mulher - Empoderar do seu sagrado
Todo segundo sábado de cada mês- informações 11 973873144 - Selma
Local: Próximo ao metrô Tatuapé


	

Anis Estrelado e seu poder

 


Anis estrelado

O anis estrelado (ou estrela-de-anis) é uma planta originária da China e do Vietnã, muito utilizada para produção de óleos essenciais e para aromatizar bebidas, mas também possui uso culinário e medicinal.

 

O anis estrelado é utilizado geralmente para o preparo de chás e infusões, inclusive podendo ser adicionado no famoso chimarrão do Sul do Brasil, enriquecendo a bebida com aroma e sabor. Possui efeito digestivo, auxiliando no tratamento de problemas estomacais e também é usado para prevenir gripes e resfriados.

Além disso, o anis estrelado serve para aumentar a produção de leite em mulheres na fase de amamentação, pois é rico em propriedades estrogênicas, mas deve ser consumido com moderação, principalmente pelas crianças.

Também é importante lembrar que existem dois tipos de anis estrelado: um originário da China e outro do Japão. O que pode ser consumido é o Illicium verum, que é originário da China, e não o Illicium anisatumoriginário do Japão, pois este contém uma substância tóxica imprópria para consumo.

Benefícios de seu uso

O consumo desta especiaria ajuda em casos de…

Gripes, cólicas, gastrites, enterites, gases, espasmos gastrintestinais, tosses, bronquite, como efeito calmante e expectorante.

 anis

Chá do anis-estrelado

Realize infusão de uma colher de chá de anis-estrelado adicionada à um litro de água. Espere levantar fervura e desligue o fogo logo após. Abafe a mistura por dez minutos e ingira. Lembre-se de que para melhor efeito é interessante que se tome de duas a três xícaras ao dia.

Em casos de mau hálito, também é eficaz que se chupe o anis-estrelado. Além de melhorar a saúde do sistema digestivo, auxilia no combate deste desagradável mal.

anis2

Contraindicações

O excesso de ingestão dessa planta é capaz de causar alguns transtornos, principalmente quando consumida por crianças pequenas. Sintomas como enjoo, náuseas e complicações neurológicas foram relatadas nestes casos.

 

Indicação de banho para atrair sorte, e limpar as energias negativas. Não custa tentar, a crença popular diz que traz sorte, claro além de trazer uma grande sensação relaxante.

 

15349757_1471213352906222_4409554462978234519_n

 

Plantas necessárias

7 Anis Estrelado

7 Rosas Amarelas

7 Folhas de Louro

7 paus de Canela

7 Cravos

7 Raminhos de Alecrim

7 Sementes de Girassol

Preparo do Banho:

Misture todos os ingredientes em uma panela, cobrindo tudo com água e deixe ferver  por 3 minutos, deixe amornar com a panela coberta,  coe e após o seu banho normal, jogue a mistura do pescoço para baixo , vibrando e mentalizando a energia de amor, sinta o seu coração e faça uma oração.

Depois deposite o restante em um jardim.

 

Fontes

Beneficiosdochá

wikipedia

 


 

HOMENS E MULHERES


Gostaria agora de me voltar para as Ordens do Amor nos relacionamentos entre homens e mulheres. Este é um tema que está muito perto de nós. Muita gente fica envergonhada, como se isto fosse algo que devesse ser mantido secreto. O que faz os homens e as mulheres diferentes, realmente diferentes, frequentemente é cuidadosamente escondido. Ou, poderíamos dizer que é protegido. É um ponto onde somos mais facilmente feridos. É o ponto da vergonha; a vergonha que protege um tesouro da profanação. É também o ponto onde nos sentimos mais vulneráveis.

Às vezes as pessoas falam disparatadamente sobre “o movimento sexual humano” e esquecem-se de que esta é a força fundamental, a força mais profunda, que guia a vida e as garantias da sua continuação. É uma força que nos alista no seu serviço quer nós tenhamos escolhido isso ou não. Se a decisão de casar-se e ter filhos fosse realmente uma decisão racional, ninguém o faria. As pessoas fazem assim por causa do poder da força criativa da natureza que se expressa na nossa sexualidade. Através desta movimentação, nós estamos em profundo acordo com a alma do mundo. A movimentação sexual é a razão maior. Todos os outros motivos e considerações racionais empalidecem em comparação à força oculta deste movimento.

A primeira regra das Ordens do Amor entre homens e mulheres é que o homem admite que lhe falta e necessita do que a mulher é, e que não importa o quão duramente tente, não consegue o que a mulher já tem. E o amor requer que a mulher admita que lhe falta e necessita o que o homem é, e que não importa o quão duramente tente, não consegue o que o homem já tem. Isso significa que ambos se sentem incompletos, e que reconhecem isso.

Quando um homem admite que necessita de uma mulher, e que se transforma num homem através dela, e quando a mulher admite que necessita de um homem e que se transforma numa mulher através dele, então a sua necessidade mútua liga-os profundamente, um ao outro. Precisamente porque reconhecem a necessidade de um pelo outro. E esta ligação entre o homem e a mulher permite que o homem receba o feminino da sua parceira como um presente, e que a mulher receba o masculino de seu parceiro como o seu presente para ela.

Em alguns círculos, os homens são incentivados a desenvolver o feminino neles próprios e as mulheres o masculino, acreditando que isto é bom para eles. Mas imagine a ligação entre um homem que desenvolveu o feminino nele próprio com uma mulher que também tenha desenvolvido o masculino nela mesma. Porque não necessitam um do outro, como pode o seu relacionamento se tornar profundo? Mas se ambos resistirem à tentação de desenvolver o gênero oposto neles próprios, então a sua necessidade de um pelo outro uni-lo-ás outra vez.

Constelação Familiar – Bert Hellinger


Constelação Familiar foi criada para você ativar a sua prosperidade, aperfeiçoar os relacionamentos, melhorar a saúde e ainda transformar a sua vida, para ficar bem consigo mesmo!

Tem questões a serem trabalhadas?

Selma Flávio – Constelação Familiar e Terapias Vibracionais

http://www.selmaflavio.com.br / 11-9.7387.3144 whatsapp /selma@selmaflavio.com.br

 

 


 

A equivalência é o que faz um relacionamento dar certo


Bert Hellinger, trouxe para o mundo o conceito das Ordens do Amor, leis que para ele são tão arcaicas como nós mesmos e que são Leis da vida que regem os relacionamentos humanos, em todos os seus níveis.

Quando ele fala sobre o tema do RELACIONAMENTO DE CASAIS, cita vários pontos onde podemos nos emaranhar e colocar o risco nossas relações, sendo que, entre elas, talvez a mais comum e mais perigosa é a postura de esperarmos, cobrarmos ou exigirmos de nosso parceiro aquilo que não recebemos (ou não aceitamos receber) de nossos pais.

Quando fazemos isso, saímos do lugar de pessoa equivalente (pessoa diferente, mas tão importante quanto) e nos colocamos em situação inferior ou superior ao nosso parceiro. Se estamos no lugar da cobrança, estamos tentando transformar nosso parceiro em PAI ou MÃE e nós nos transformamos em CRIANÇAS. Se vamos para o lugar daquele que quer oferecer o que o outro exige, transformamos nosso parceiro em FILHO/A e nós mesmos vamos para o lugar de PAI ou MÃE. Em ambos os casos, para Hellinger, há uma quebra de uma lei e o relacionamento perde suas chances de dar certo e levar ambos a um outro lugar, o do crescimento de um através do outro.

15085621_1125657750882913_3904742669368001227_n

Este belíssimo texto de Bert, ilustra bem esses princípios:

“As ordens do amor entre o homem e a mulher são diferentes das ordens do amor entre pais e filhos. Por isso a relação do casal sofre abalo e fica perturbada quando o casal transfere irrefletidamente para ela (a relação) as ordens do relacionamento entre pais e filhos.

Se, por exemplo, numa relação de casal, um parceiro busca no outro um amor incondicional, como uma criança busca em seus pais, ele espera receber do outro a mesma segurança que os pais dão a seus filhos. Isso provoca uma crise na relação, fazendo com que aquele de quem se esperou demais se retraia ou se afaste.

E com razão! Pois ao se transferir para a relação de casal uma ordem própria da infância, comete-se uma injustiça para com o parceiro. Quando, por exemplo, um dos parceiros diz ao outro: “Sem você não posso viver” ou: “Se você for embora eu me mato”, o outro precisa se afastar, pois tal exigência entre adultos no mesmo nível hierárquico é inadmissível e intolerável.

Já uma criança pode dizer algo assim a seus pais, porque sem eles realmente não pode viver.Inversamente, se o homem ou a mulher se comporta como se fosse autorizado a educar o parceiro e tivesse a necessidade de fazê-lo, arroga-se, em relação a alguém que lhe é equiparado, direitos semelhantes ao dos pais em relação aos filhos.

Neste caso, frequentemente o parceiro se esquiva à pressão e busca alívio e compensação fora do relacionamento.Portanto, faz parte das ordens do amor na relação entre o homem e a mulher que ambos se reconheçam como iguais. Qualquer tentativa de colocar-se diante do parceiro numa atitude de superioridade, própria dos pais, ou de dependência, característica da criança, restringe o fluxo do amor entre o casal e coloca em perigo a relação.”

Trecho extraído da Obra de Hellinger, O amor do Espírito.

 

Leia mais Constelação Familiar

 


Tem questões a serem trabalhadas?

Informações:

Selma Flávio – Terapeuta sistêmica e vibracional.

http://www.selmaflavio.com.br / 11-9.7387.3144 whatsapp /selmaflavio@gmail.com

Local: Tatuapé – SP

 


 

O amor em vidas passadas, a reencarnação e as almas gêmeas


Pensando e refletindo sobre o texto abaixo, acrescento, muitas “paixões” instantâneas se dão pelas dividas cármicas, recuperar e curar situações não resolvidas, se tornam possíveis através dessa atração. A confusão acontece e quando não vivido alimenta a esperança que seria seu amor perfeito.

Muitas uniões acontecem para a reparação, algum momento houve amor, trouxe filhos e aprendizado que após realizado o desfecho muitos casais se separam.  A paixão pode estar não só relacionada pelas dividas cármicas como também pelos padrões de vida comportamentais, que unidos se tornam possível o resgate.

Mas, quando acontece apenas pelo padrão familiar negativo, causa dor e sofrimento. A carência é alimentada pela esperança que o outro a preencha, fixados numa ilusão de afinidades reconstroem suas dores internas e aprofundam-se na escuridão da alma, criando situações para justificarem o seu estado, se magoam e magoam e assim num círculo vicioso de atrações dolorosas, vazias e muitas não correspondidas.  

 

Refletir sobre o assunto é curador, complexo e libertador.

 

Selma Flávio – Terapeuta Sistêmica e Vibracional

 


Esta teoria nasceu na Grécia antiga, muito antes do surgimento da doutrina espírita, e defende, dentre outras coisas, que um amor não se constrói com base em simples semelhanças de personalidades e interesses, mas que é resultante de um processo lento e contínuo, ao longo de inúmeras existências nas quais duas almas gêmeas conviveram bastante.

Nestas vivências conjuntas, as pessoas foram passando por várias circunstâncias e dificuldades, enfrentando desafios e superando adversidades, e, desta forma, se unindo cada vez mais.

O amor de vidas passadas é constituído por laços afetivos extremamente fortes, um sentimento verdadeiro e caracterizado por uma identificação ímpar com a outra pessoa, que vai além do mundo físico.

 

Nada acontece por acaso e um grande amor de vidas passadas sempre aparecerá no momento mais oportuno

É fato que a maioria das pessoas passa boa parte de suas vidas procurando por suas respectivas almas gêmeas e idealizando um relacionamento feliz e duradouro. Esta busca advém justamente do fato de terem vivido um grande amor de vidas passadas e desejarem reviver esta relação na atual encarnação.

Mas não é possível garantir se este intento será realizado na vida atual ou em futuras. Na verdade, a maior parte das pessoas vivencia várias encarnações buscando por suas almas gêmeas, e tudo tem sua hora certa e seu momento mais oportuno para acontecer.

Mas aí fica a pergunta: Como descobrir e reconhecer se alguém que gostamos muito na atual encarnação é um amor de vidas passadas?

A resposta é, ao mesmo tempo, simples e complexa. Para exemplificar: quando se ama alguém de forma verdadeira em um curto espaço de tempo, de modo que fica difícil compreender ou explicar o sentimento inesperado, é um forte indício de que você e esta pessoa já viveram uma história de amor em vidas passadas.

E este é o verdadeiro amor, aquele que está no âmago de nossa alma e que não poderia ser desperto em apenas uma vida, mas cultivado gradualmente em várias.

 

Fonte AstroCentro